Prefeitura de Manaus doa mais de seis mil lâmpadas para municípios do interior

Dando exemplo de parceria e solidariedade, a Prefeitura de Manaus doou, nesta terça-feira, 3/4, mais de seis mil lâmpadas de vapor metálico ou de sódio, retiradas das ruas de Manaus que já receberam iluminação em LED. Os termos de doação beneficiam os 61 municípios do interior do Amazonas, com 100 lâmpadas para cada município, e vai ajudar na iluminação pública e na segurança das sedes e comunidades.

O acordo para doação aconteceu ainda em setembro de 2017 entre o prefeito Arthur Virgílio Neto, a Associação Amazonense dos Municípios (AAM) e vários prefeitos do interior do Estado interessados na parceria, atendendo reivindicação dos próprios prefeitos. A entrega foi realizada por meio da Unidade Gestora de Projetos Municipais e Abastecimento de Energia (UGPM Energia), vinculada à Secretaria Municipal de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe).

“Cem lâmpadas para cada município é um princípio geral, mas na realidade nós temos mais lâmpadas para distribuir. Os municípios estão às escuras e não podem ficar assim”, afirmou o prefeito, anunciando que a Prefeitura de Manaus está estudando uma Parceria Público-Privada (PPP) para substituir toda a iluminação da cidade por iluminação de LED, dotadas de gravadores de imagens e áudio e, de imediato, 60% da iluminação tradicional, ainda restante na cidade, será disponibilizada para os municípios do interior.

“E, posteriormente, faremos a distribuição das LED que serão substituídas pelo novo modelo”, afirmou o prefeito, informando, ainda, que a empresa a receber a concessão onerosa fará a substituição de 100% da iluminação pública da cidade.

As luminárias doadas são resultado de uma triagem das lâmpadas retiradas nos últimos anos e em bom estado de conservação. “Elas foram selecionadas, acondicionadas e guardadas para ser cedidas aos municípios do Amazonas que não têm capacidade de arrecadação de recurso de Cosip, como Manaus tem”, reforçou o coordenador da UGMP Energia, Rafael Assayag.

“A doação foi um acordo do prefeito Arthur Virgílio atendendo o clamor dos prefeitos por conta da necessidade de iluminação na maioria deles”, afirmou a secretária da Semppe, Maria Josepha Chaves.

BARCELOS

Por determinação do Prefeito Edson Mendes, o Representante do Município de Barcelos, Ronivon Cardoso, esteve presente na Cerimônia de assinatura de Entrega de Luminárias, onde Barcelos foi contemplado com mais de uma centena de luminárias e hastes, doadas pela Prefeitura de Manaus, na pessoa do Prefeito Artur Virgílio.

“Essas luminárias serão instaladas nas áreas rurais do  município, além disso, o processo licitatório da empresa que instalará as iluminações leds na área urbana, segue avançando e logo também estarão em execução em nossa Cidade Menina. As luminárias doadas, graças a articulação deste Prefeito, devem embarcar para Barcelos nesta sexta-feira (06.04.18)”. Disse o Prefeito de Barcelos Edson Mendes.

Barcelos participa de Reunião com SEMA e AmazonasTur

Aconteceu na tarde desta terça-feira (20/02) na Sede da Amazonastur, situada na Av. Santos Dumento, 1350 – Tarumã, às 15h, uma reunião com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SEMA, onde a Cidade de Barcelos foi representada pelo Sr. Ronnie Cardoso – Representante do Município, Vadilson Gonçalves – Assessor de Turismo e Frank Garcia Assessor de comunicação. A reunião teve como objetivo principal, tratar as Políticas Públicas e Projetos voltado para a Pesca Esportiva no Amazonas.

De acordo com o secretário da Sema e presidente do Instituto de Proteção do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, o encontro serviu para apresentar as propostas da administração do governador Amazonino Mendes e receber sugestões dos representantes dos setores no período de 5 a 6 de abril, quando o Governo do Estado realiza no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV), no bairro Alvorada, zona centro-oeste, o 1º Workshop Sobre Pesca Esportiva.

Além do secretário da Sema, a audiência contou com a participação do diretor-presidente da Amazonastur, Orsine Junior, secretária da Sejel, Janaína Chagas, secretário adjunto de Pesca e Aquicultura (Sepa), Geraldo Bernardino, presidente da Associação Barcelense dos Operadores do Turismo (Abot), Yan Arthur, e do vereador Wallace Oliveira. O evento reuniu mais de 100 empresários do segmento do turismo de pesca, secretários municipais de Meio Ambiente e gestores de Unidades de Conservação (UCs).

Reordenamento – Segundo Dutra, as discussões serão de grande importância para elaborar o reordenamento do setor do turismo de pesca no Amazonas, para que o Estado tenha um maior poder de fiscalização, monitoramento do segmento e o pagamento por compensação de serviços ambientais, conforme determina o Acordo de Paris, que estabelece regras internacionais voltadas ao trabalho de combate as mudanças climáticas.

“É a oportunidade que o Amazonas tem de aferir publicidade, atrair investimentos e estabelecer políticas reais que vão agregar valor a atividade da nossa população no interior”, afirmou Marcelo Dutra. Ele disse que a grande dificuldade de monitoramento é a falta da validação dos documentos apresentados ao Ipaam para cada empreendimento ter acesso ao Certificado de Registro de Pesca (CRP) e da Carteira de Pesca Esportiva. 

Ian-Arthur de Sulocki, presidente da Associação Barcelense de Turismo (Abot), entidade conta com 15 empresas atuando no segmento da pesca esportiva na região do Alto Rio Negro e que movimenta algo em torno de R$ 10 milhões no município de Barcelos, relatou sobre as dificuldades que os Operadores de turismo tinham na Administração anterior e das melhorias com a parceria da Administração atual, finalizou com a preocupação de preservar o tucunarés açús e perigo do Amazonas perder  mercado para países vizinhos.

Turismo ecológico ─ O diretor-presidente da Amazonastur, Orsine Junior informou que a maioria dos operadores do trade de pesca esportiva não estão com o Cadastro de Turismo (Cadastur) atualizado e, aproveitou o encontro, para pedir ajuda dos empresários do segmento renovar as informações cadastrais. “Queremos uma maior interação com o segmento para que possamos reforçar políticas públicas”, conclamou.

Orsine Junior disse que a Amazonastur apoia todas as ações desenvolvidas pela Sema e anunciou a realização em setembro, o Torneio de Pesca Esportiva “Amigos do Tarumã” e a elaboração do Brasileiro de Pesca Esportiva no Amazonas. “Estamos elaborando um calendário com eventos grandiosos para que seja referência para o Brasil e, quem sabe até, internacionalmente”, afirmou.

Esporte – A secretária da Sejel, Janaína Chagas, disse que, ao longo dos anos, o órgão teve uma participação muito discreta nos eventos de pesca esportiva no Estado, mas que, neste ano, com a nova política do governo para o setor, a secretária vai exercer um papel firme. “Já que a pesca é esportiva, vamos ter a Sejel como parceira, já que muitos atletas são pescadores esportivos e vamos trazê-los para dentro desse grande projeto”, disse. 

Números – O secretário da Sepa, Geraldo Bernardino lembrou que a atividade de pesca no Amazonas atingiu no ano passado 250 mil toneladas, sendo que desse total 130 mil toneladas teve como destino o comércio, 25 mil toneladas saíram do estado de forma clandestina e 70 mil toneladas para consumo das populações no interior.

Bernardino informou que, atualmente, existem 130 mil pescadores registrados no Estado, sendo que 78 mil já receberam, o que gerou uma movimentação de mais de R$ 300 milhões nos 62 municípios amazonenses.

CONFIRA AS FOTOS: