Eirunepé e Barcelos, primeiro e terceiro lugar do prêmio “Campeões contra a Malária”

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Estado do Amazonas conquistou o primeiro e o terceiro lugares do prêmio “Campeões contra a Malária nas Américas”, promovido pela Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial de Saúde (OPAS/OMS). Os projetos, realizados pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), em parceria com os municípios de Eirunepé, primeiro colocado e Barcelos, em terceiro, representaram o Brasil na final da premiação, realizada na última sexta-feira (03/11), na sede da OPAS/OMS, em Washington (EUA).


Foram escolhidos os três melhores trabalhos de vigilância e acesso ao diagnóstico universal como forma de combate à malária nas Américas. O projeto campeão, realizado em Eirunepé, reduziu em 92% os casos de malária no período de 2015/2016 com a adesão dos agentes de saúde para o diagnóstico precoce. O de Barcelos, realizado na comunidade do Parque Nacional do Jaú, conseguiu 100% de adesão da população na implantação de mosquiteiros não impregnados para o uso diário, resultando na redução de 100% do número de casos da doença no ano de 2015/2016 .

O segundo lugar foi para o projeto do Haiti, chamado “Plano Binacional para eliminação da Malária da Ilha Espanhola”.

Para o gerente de Doenças Transmitidas por Vetores-Malária da FVS, Elder Figueira, a premiação, sem fins lucrativos, reconheceu os trabalhos dos municípios que investiram na melhoria do serviço no combate à malária. “É emocionante conquistar de uma vez para o Amazonas dois prêmios concedidos pela OPAS, essa conquista é de todos os guerreiros e guerreiras que, apesar da imensa dificuldade geográfica de promover saúde na Amazônia, todos os dias quebram barreiras e limites e conseguem a melhoria dos serviços”, disse Elder, durante cerimônia realizada em Washington.

Prêmio – O Concurso “Campeões contra a Malária nas Américas” tem o objetivo de reconhecer as iniciativas locais e nacionais de combate à malária e que demonstrem a vigilância e o acesso universal ao diagnóstico e ao tratamento como forma essencial para a eliminação e prevenção da doença. Nesta edição de 2017, a iniciativa buscou identificar e homenagear esforços inovadores que provaram ser bem-sucedidos na prevenção, controle, eliminação da malária ou impedimento de sua reintrodução.

Os vencedores do prêmio irão participar de três capacitações da OPAS para prevenção, controle e eliminação da malária; além de receberem apoio financeiro de 2,5 mil dólares para fortalecer a capacitação relacionada à doença. Os ganhadores também receberam a placa comemorativa e a oportunidade de divulgar o trabalho em plataformas de comunicação da OPAS.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.